Cute Pink Kaoani

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Doces Treze... Te amo Filha.





E se passam treze anos e você esta ai linda, crescida, cheia de sonhos e planos. Quanto já vivemos juntas não é Filha? Ao te olhar hoje a noite um diazinho só antes destes treze cravados, eu imaginei-a a olhar tua filha. É, a tua quando tiveres. Antes imaginava que quando chegasse a esta idade eu estaria bem mais velha, mais chata... Devo estar! Hahha! Mas quem liga para isso. O que me importa é estar aqui hoje ao seu lado, vivendo com certeza uma das nossas melhores fases. Digo nossas porque sempre foi assim. Perto ou longe, chorando ou sorrindo. Sempre nos desentendendo ou no entendimento. Sempre juntas. De fato quando a imagino uma adulta daqui a mais alguns anos, a olhar sua filhinha também, não sei ao certo se estarei por esta terra. Ninguém pode dar certeza disso, certo? O que pensei hoje foi que, ao imaginar esta cena eu fiquei muito feliz e quero muito, muito mesmo que você tenha a oportunidade de ser mãe. Mãe de uma menininha. Como você e sua irmãzinha. Ter para você como tenho hoje uma amiga que vai ser pra sempre, e eternize nela como eu sempre fiz, todos seus sonhos e esperança de dias de felicidade. No final das contas, se sinta completa como eu me sinto, amada e cheia de vida. É isso mesmo Filha, todo esse amor por você e seus irmãos e que sempre fizeram e fazem até hoje a mamãe ser quem é. Apesar das broncas, e de todo o resto dos tropelos que passamos para hoje eu vê-la uma moçinha criada, Nunca esqueça, nunca, que a minha felicidade nunquinha mesmo seria completa sem antes ter a sua. Sua vida desde o primeiro momento que soube que estava em meu ventre renovou a minha, Crescemos juntas e foi ótimo, aprendemos muito com nossos sofrimentos e nos amamos muito por termos uma à outra na alegria e na tristeza, assim como é nos casamentos.  E pra sempre eu sei que será assim. Quando digo a ti que te enxergo como és, que conheço muito a você e sei do que é capaz, sei também do que é incapaz. Deixar esse nosso amor de lado isso não seria de você, essa é que é nossa grande verdade. Somos às vezes irreconhecíveis separadas, mas juntas sempre somos as melhores. A verdade filha, é que nunca, nunquinha mesmo viveria nem que por um segundo longe de você e de seus irmãos. Há anos atrás eu cuidava de você, dava colo, banhava, arrumava de pitozinho, hoje você aqui criada, me ajuda a criar a sua irmãzinha, acalenta, admira cada nova descoberta dela, a mima e faz-me ver em vocês duas o meu passado tão recente. Você nos braços, uma bonequinha e eu nem bem completos dezessete anos.  Nem bem sabia o que fazer com aquele bebê, a única certeza é que era minha, só minha. Que bom minha bebezinha termos chegado até aqui. Que bom que Deus me deu tempo de ver tantos sorrisos teus e que ele te dê muitos, muitos mais e que se não for abusar muito eu possa chegar a ver você sorrindo no dia em que você receber nos braços também sua filhinha. Falei tanto e esqueci-me de dar-te teus parabéns, ou será que até já te disse coisas mais importantes? É filha, saiba que o mais importante é você saber que a amo unicamente, você é uma parte insubstituível de mim, você é parte do meu crescimento, de minhas verdades, de minha maturidade, parte do meu coração. Nunca esqueça, nunca... Eu não vivo sem você e por mais que o tempo e a vida passe e venham outros tempos, outras prioridades, você e seus irmãos sempre vão ser a minha razão de viver, a minha realidade mais doce e tudo, tudinho que já vivi nada será igual ou maior que a alegria que tenho de ver todos os dias você três á sorrir.
Parabéns Filha, Mamãe te ama do tamanho do universo.

Lia Joca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário e seja sempre muito bem vindo á postar aqui suas sugestões para postagens e opinião sobre o que pode ser interessante de ser encontrado aqui.

Abraço

Lia Joca