Cute Pink Kaoani

sábado, 15 de outubro de 2011

Cabeça Vazia ...


Já dizia minha Avó: “Cabeça vazia oficina do diabo”. Que dizer da minha esses dias? Está uma festa de capeta isso aqui. Viro e mexo e nada vem a minha mente, ao mesmo tanto passa na minha frente pelos pensamentos que diria com certeza que só pode mesmo ser coisa de outro mundo. O que me tranquiliza é que já vi um monte de gente nessa nossa realidade frenética queixar-se desse mesmo estado. A cabeça dá um nó. Nunca vi! Nesses dias nem me adianta tentar focar em livro, filme ou qualquer coisa que puxe pelo raciocínio. Que dirá ensinar tarefinha de escola aos meus meninos. E olha que eu tentei. Nossa uma soma simples pode virar a minha frente uma procura sem sucesso pelo “pi” em uma equação de primeiro grau. É complicadíssimo. Ou acho que estou cedendo a cor que aplico aos meus cabelos. Ai meu Deus! Tô emburrecendo! Não que eu me achasse tão inteligente assim. Mas ao menos sabia como terminavam as frases que eu mesmo formulava. Nossa, tomara que alguém se identifique com essa minha síndrome de cabeça vazia e fuga de raciocínio. Se não, é melhor mesmo eu procurar um psiquiatra. E o que é mais estranho nisso tudo é que, como diz no dito popular, é exatinho. O raciocínio não funciona. Mas, fala sério! É uma penca de pensamento e memória fuleira que só sendo mesmo coisa do diabo.

Acho que resolvi escrever sobre isso porque de fato é a única coisa que me vem a mente agora. Se é que ainda tenho mente, não esteja já frita de tanto que minha cabeça anda quente. E falam de TPM, impaciência, bipolaridade, depressão e excentrismo. Isso é bem pior. Sei lá como chama o que estou sentindo ou sequer se já descobriram ou foi relatado pela ciência. Mas com nome bonito ou sem, é um dos piores estados do ser humano. Uma amiga me gozou estes dias dizendo que é coisa de escritor. Eu já to repensando essa minha nova profissão. Dizem até que é chique ter desses “pitis”. Sei não! Se for desse jeito prefiro a vida inteira de anonimato sendo uma simples dona de casa. Fala sério! Vida boa é da minha gata. Hoje eu tava refletindo seriamente sobre isso. Dorme quando todo mundo acorda para trabalhar. Tá sempre de prato cheio, sequer precisa esquentar. Faz xixi e coco numa caixinha, que não se dá o trabalho nem de limpar, e ainda por cima ganha colo e cafuné quando senta no nosso colo sem pedir licença em qualquer lugar. Mas o “X” nisso tudo é que numa vida dessa ela nunca vai precisar, como eu agora, cogitar um psicólogo procurar. Diga-se de passagem, desencadeando outro problema, mexendo no meu bolso para piorar. Eu fico por aqui, com o sonho de um dia reencarnar numa gatinha e só ficar de barriguinha para cima esperando alguém me coçar, sem problemas para pensar a mais que: “Que horas mesmo vai ser o jantar.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário e seja sempre muito bem vindo á postar aqui suas sugestões para postagens e opinião sobre o que pode ser interessante de ser encontrado aqui.

Abraço

Lia Joca