Cute Pink Kaoani

domingo, 14 de novembro de 2010

Escolho meu próprio reflexo...



Andei pensando e acho que a melhor forma de dizer sim á vida é dizer não á muita coisa. Dizem que para nós sentirmos completos temos que nos bastar. Mas bastar-se como se somos por essência incompletos? Se nós falta sempre algo e nós é ofertado tantas coisas sem valor. Se diariamente queremos dizer não a tanta coisa e no final dizemos sim, para nós enquadrar em algum grupo ou não ser desagradável em alguma ocasião? Acho, Aliás, tenho quase certeza de que é ai onde está o “X” da questão. Os nãos que deixamos de dar as coisas e pessoas que passam por nossa vida, deixamos de viver um pouco do que é verdadeiramente nosso, quando dissemos sim aos sims que as outras pessoas e situações nós impõem. Nesse momento deixamos de dizer sim ao que realmente importa á nós. A nossa vida. Dizer não ás vezes magoa alguém e bagunça situações, mas o importante é que não bagunce a nossa essência, a nossa imagem no espelho. Somos completos quando nos bastamos? Com certeza á pouca ou nenhuma verdade nisso. Mas somos essencialmente completos quando estamos em primeiro lugar nas nossas escolhas. Quando precisamos dos outros e recebemos as impressões deles em nossa vida sem deixarmos de sermos nós mesmos e ter sobre nossas vidas o direito de escolha. Os que escolhem ou tentam escolher por nós, dizem que não se pode escolher entre o que para a sociedade ou uma classe é sinônimo de status e boa aparência e o que é agradável á nós, há regras á serem seguidas no mundo onde ser essência é certamente excluísse do convívio com os que são aparentemente os melhores. Mas na verdade qual é mesmo a melhor aparência de nós para nós mesmos? Entre ter status e ter um pouco mais de nós para nós mesmos, fico com o que tenho de mim para mim mesma. Com o que tenho de melhor para mim. Com o que há de melhor para mim em um fim de tarde que só eu posso escolher como começará ou findará, Com um dia, um mês, um ano, uma vida de verdades minhas, Aos reflexos dos outros em minha eternidade.
Lia Joca
14/11/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário e seja sempre muito bem vindo á postar aqui suas sugestões para postagens e opinião sobre o que pode ser interessante de ser encontrado aqui.

Abraço

Lia Joca