Cute Pink Kaoani

domingo, 1 de agosto de 2010

Era uma vez...



Adoro contos infantis! Acredita? Pois é! , Ainda hoje me pego curiosa, a saber, como terminam certos contos que eu mesma conto para os meus pequenos.
Na verdade desde a infância sempre fui muito curiosa, por isso gostava muito de ouvir estórias e ler também... Quase sempre em um mesmo dia terminava um livro de 200páginas, Às vezes o conto ou livro nem era tão bom, mas só de curiosidade eu devorava as páginas ansiosamente.
Então! Voltando aos contos; Eu me amarrava em ficar inventando outros finais também. Como hoje já têm aqueles contos as avessas, Já têm até filminho, Na minha época eu só imaginava...
Imaginava porque, Sei lá! Acho que minha cabeça sempre esteve um pouco á frente daqueles finais sempre felizes.
Se eu contasse um conto daquela época ia ser mais ou menos assim...
Realiza: Era uma vez Cindy, porque Cinderela é osso! Aff! Pois sim... Uma linda loirinha ou moreninha. Sei lá! Imagina ai! Que só tinha de defeito a nariz do pai e o pouco peito herdado da lisa e falecida mãe. Morava com seu pai e Maldrasta que no pacote incluía duas filhas, cada uma mais paty que a outra.
A linda moçinha vivia feliz até o dia que seu querido pai, bateu as botas...
Sua maldrasta já havia dado o golpe do baú, só ainda não estava satisfeita com a presença da linda menina na casa e começou a usá-la como mucama... Hahahaha
Enquanto as duas patys viviam no salão e em clinicas de estética, a coitada mais longe que ia era varrer a calçada. Até que um dia fazendo seus afazeres na soleira da porta... Avistou um lindo rapaz que passava de paletó e gravata, daí lembrou que hoje já existe advogado e o contratou e processou a maldrasta que recebeu uma ordem despejo junto com as patys e foi atrás de dar outro golpe.
Já Cindy descobriu que o vizinho era louco por ela há meses, Mas não era tão bonito, resolveu casar assim mesmo, Colou silicone na peitança e arrumou a avantajada ventinha. Daí seguiu exemplo da Maldrastra, Afinal ta na escola é pra aprender! Mas com sua beleza e inteligência a garota não ia ficar na pior no final como a sua Prof... Ela separou dele dentro de três meses, ficou com metade de tudo que o paiaço tinha, descolou um gato, viajou para Inglaterra para estudar e voltar pra casa advogada pra ganhar muito dinheiro com divórcios.
Casou com um desembargador, teve dois filhos e colocou o amante pra morar na casa ao lado, Já que mulher tem que ter marido pra pagar as contas e amante pra fazer gostoso.
E todos viveram felizes até que o marido desembargador descubra e tudo isso vá parar na imprensa que não dispensa nada!
Lia Joca
01/08/2010

Um comentário:

  1. OLA LINDA MENINA!!!!

    SEM COMENTARIO POIS VC. MARAVILHOSA ADOREI SEU CONTO..........TE ADMIRO E RESEPITO..

    BJ. NO SEU LINDO CORAÇÃO...

    ResponderExcluir

Olá! Deixe aqui seu comentário e seja sempre muito bem vindo á postar aqui suas sugestões para postagens e opinião sobre o que pode ser interessante de ser encontrado aqui.

Abraço

Lia Joca