Cute Pink Kaoani

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Desconfio...


Escondi tanto que me sufocou, De tanto esconder, te sufoquei também...
Empurrei você para fora da minha vida, De tanto empurrar você foi...
Não desconfiava, Sabia que te amava, mas tive medo.
Fingi não dar importância e Acabei sem importância alguma pra você...
Falei tanto e não te escutei, E acabei sem poder ouvir o som da tua voz...
Não desconfiava, Sabia que te amava, mas tive medo.
Deixei de ser eu, para ser quem podia não te perder, E acabei sendo alguém que te perdeu...
Disse tanto que eu era, Que não fui nada pra ti.
Não desconfiava, Sabia que te amava, mas tive medo.
Desconfio que foi por medo que não me deixei ver quem sou, ou quem fui e te encantou por algum tempo.
Desconfio que foi por medo de te perder, que quis te prender, pra evitar o que não evitei.
Desconfio que ainda vão vir muitas noites como as que já passei acordada a tentar entender o que não vou entender nunca.
Desconfio que você nunca desconfiou que não era eu ali diante de ti e sim uma caricatura do que eu achava que podia ser apreciado por ti.
Desconfio que o que não pude dizer-te sempre vai ser um tormento e que não haverá um momento que eu esqueça aquele segundo que o que teria dito poderia ter mudado tudo.
Desconfio que o que sonhava era bem mais do que imaginava e que aquele teu sorriso jamais se apaga da hora que pela primeira vez me afagava e dizia que era eu mesma a mulher que te fitava na cabeça em noites frias e sorria quando lembrava.
Desconfio que em algum momento o tormento não foi só meu e que por muito tempo ainda vou ser lembrada, pois nem o tempo nem esses momentos que não condizem com nossos sentimentos serão por mim lembrados, mas cada minuto que por nós foi vivido e sonhado ficara guardado pela força do que sentimos no passado.
Desconfio que ainda sejam muitas noite a chorar sem saber o que há ou que poderia ter sido, se de mim não tivesse saído um alguém que nem eu mesma conheci.
Desconfio que levara uma vida para que essa dor da tua partida seja esquecida e eu possa me sentir menos ferida por ter deixado a quem podia ter sido o homem da minha vida sem motivos para querer regressar.
Desconfio que levara mais de uma vida para que eu possa esquecer o homem da minha vida ou talvez o errado, o certo e que se só existe um homem em cada vida e vou passar por toda ela para que eu possa estar mais uma vez nela e te ter de novo do meu lado.
Lia Joca
23/07/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário e seja sempre muito bem vindo á postar aqui suas sugestões para postagens e opinião sobre o que pode ser interessante de ser encontrado aqui.

Abraço

Lia Joca